quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Patriotismo, levado ao expoente máximo da loucura!


Ora bem....patriotismo ou não chamem-lhe o que quiserem, talvez até exibicionismo!!!



Com a chegada do mês de Agosto, lá vem mais uma carrada de "emigras" (como eu carinhosamente os trato)! Esta espécie de "emigras" são do país francês!

Ora bem...na rua só se vêem matrículas amarelas e outras que também são das "normais" como as nossas...isso ainda não entendi muito bem, mas francesas!

O pessoal emigrado na Suiça já bazou, os que têm filhos, já que estes iniciaram o ano lectivo logo na 1ª semana de Agosto (tirando uma parte da Suiça, a francesa, salvo seja, que inicia o ano mais tarde)

Logo quem ai anda ainda a laurear a pevide, são os franceses!!!

Eu até respeito e admiro quem sai para fora do seu país natal e vai em busca de uma vida melhor! Não é fácil, já que também eu já fui "emigra", isto é, fui-o porque os meus pais me levaram, já que nessa altura eu ainda não possuia vontade própria suficiente para dizer que não me apetecia de todo ir!!

Os meus pais emigraram para a Suiça ainda novos, a minha mãe sei que tinha uns 16 anos, o meu avô emigrou 1º, em busca de uma vida melhor do que aquela que viva. Em seguida veio buscar a minha avó e os seus dois filhos, a minha mãe e o meu tio.

O trabalho era duro, na agricultura! Com o passar dos anos as coisas foram melhorando e conseguiram fazer o seu pezinho de meia ;)

No meio desta história eu surgi (depois de a minha mãe ter casado aos 18 anos, e eu nasci 3 anos depois) e tive que ir também ao pé deles óbvio!! Fiz a minha 1ª viagem de avião tinha eu sensivelmente, 15 dias de vida (não me recordo, hehehe, mas contam) e depois dessa foi sempre a aviar!!! Tanto que adoro andar de avião =D

Ora bem, voltando ao assunto primordial deste post!

Esses fulanos de tal, que andam para ai a passear, entupindo ruas e estradas, são a espécie mais rara (mas não em vias de extinção, com muita pena) de "emigras" tugas!!!

Passo a explicar o motivo, que me levou a reflectir e a fazer este post, depois de muitos anos, há coisas que nos torram a paciência de vez e decidimos "vomitar" tudo aquilo que sempre guardamos e disfarçamos num sorriso meio amarelo, às vezes!

Então!

Quando chega este mês, há uma espécie de desfile nas ruas portuguesas, calculo que isto acontece de lês a lês do nosso Portugalinho, já que aqui em Viseu não há sítio possível para se escapar a esta espécie...a não ser que fiquemos em casa o mês todo...lol!

Desfile esse que se vê a léguas de distância, ora bem...ele é t-shirt's da Selecção Nacional (como se ela andasse a merecer isso...mas isso é outra história que dava para outro post), ele é outras t-shirt's a dizer Portugal: à frente, atrás, de lado, não interessa muito bem onde fique escrito, o que interessa é que esteja lá! E bonés, e blá blá blá, uma infindável lista, tudo para dizerem (suponho eu): ORGULHO EM SER TUGA!

Bonito sim senhora! Gostar do seu país e ter orgulho nele, ok tudo bem! Acho bem sim! Depois disso vem um GRANDE, ENORME, INCOMENSURÁVEL mas.....

Estes senhores, senhoras e crianças, que vestem com orgulho a bandeira nacional, ao abrirem a boca, só falam francês...melhor dizendo, tentam, porque falar falar, eles não conseguem muito bem! Dão com cada calinada na gramática que até me põem os cabelos em pé!!!!

Mas digam-me cá uma coisa meus caros, é isto o orgulho que têm em ser tuga??

Vestir-se dos pés a cabeça de PORTUGAL e depois fazer uma barbaridade destas...falar meio meio, porque eles (a maioria) nunca conseguem levar uma frase até ao fim em francês, pelo meio surgem sempre palavras portuguesas, ou então a mãe/pai falam francês e os filhos respondem em português ou vice-versa!!!

HELLO!!!

Qual é a parte que estes caros compatriotas ainda não perceberam, que quando fazem isso, há sempre mas sempre uma pessoa ao lado, que vive todo o ano AQUI e que até percebe uma "beca" de francês, e isso lhe torra a paciência e fazendo sentir repugna, de cada vez que vai na rua e avista esta espécie rara e tenta ao máximo desviar-se deles, fazendo parecer que eles até têm uma doença infecto-contagiosa muito perigosa (até podia ser a gripe A, muito em voga neste momento), tudo isto para nem sequer os ouvir!

Não falando que estes emigras são os mais:

- ANTIPÁTICOS

- MAL-EDUCADOS

- NARIZ EMPINADO

- NÓS-É-QUE-SOMOS-O-MÁXIMO-PORQUE-TEMOS-ALTOS-CARROS-E-VOCÊS-VIVEM-AQUI-NESTA-MISÉRIA-E-NEM-DINHEIRO-TÊM-PARA-XPTO (e às vezes alugam as bombas só para virem de férias, para mostrar quem é que é o valente...)

- AZELHAS A CONDUZIR (cuidadinho com eles...são deverás perigosos hehehe)

E mais uma infindável lista....que não vale a pena dizer mais, tudo porque iria prolongar demasiadamente este post e isso tornar-se-ia bastante chato!! Hehehehe!!

Eu sei e já os vi e falei com eles, comprova-se, nem todos os "emigras" franceses pertencem a esta espécie!

Mas são pouquinhos...

Ora digam lá...e com vocês???Não têm experiências destas, ou sou só eu que tenho esta leve impressão??

Arre....cada vez que penso que tenho que sair a rua...

Shit!!!


Beijinhos**

3 comentários:

Anabelaqbd disse...

Olá,
Em primeiro parabéns pelo casamento, ias mto gira. Que sejas mto Feliz :)
Qto aos "avecs", como eu gosto de os chamar, não podia estar mais de acordo. Eu sou de Águeda e faço praia na Costa Nova / Barra, então é vê-los na areia a falar com os filhos em francês, num tom altissimo, mas se se enervam soltam uma série de asneiradas mesmo em português. Detesto o mês de Agosto por causa disso, são uma praga. Claro que há excepções, mas são mto raras.
Bjs

Bruno Fehr disse...

Sempre me vi confrontado com o choque cultural com os imigrantes de há gerações, mas hoje percebo. 90% dos emigrantes na Alemanha são de zonas rurais de Viseu e da Gafanha da Nazaré, pessoas sem estudos.

Como é que os Portugueses de Portugal podem esperar que pessoas sem estudos ensinem os seus filhos a falar, quando imigraram com 20 anos e até mais cedo? Como é que as crianças podem aprender a falar Português fora de Portugal quando o Governo Português fechou a maioria dos Institutos Camões?

Não há onde aprender Português!

Quanto ao nacionalismo, isso poderás perceber lendo Afonso Lopes Vieira, que deixou Portugal e foi para o Brasil e escreveu, "tive de deixar o meu país para o continuar a amar".
Essas pessoas de que falas, são as que não vivem, eles trabalham e dormem, para um dia voltarem a Portugal. Não sabem o que é um restaurante, um cinema, um museu. Todo o seu dinheiro é para mandar para Portugal, e o nosso Presidente quer mais. Os biliões anuais dos nossos imigrantes são menos do que o que eram, pois os mais jovens não mandam dinheiro para Portugal, não compram casas em Portugal, mas levam uma vida normal lá fora.

Se eu for pai amanha o que faria? Iria para Portugal para que o meu filho tenha uma educação em Português cara demais e que o levará ao desemprego? Ou uma educação rígida 100% grátis, com medicina 100% grátis Alemã com mercado de trabalho aberto?

Eu critico todos os emigrantes, não por serem simples e sem estudos, mas sim por não viverem a vida, vivendo unicamente no sonho de voltar a Portugal.

Se são na sua maioria bimbos? São, em principal os de Franca, mas serão menos Portugueses? Não.

Ainda há pouco tempo escrevi uma crónica num jornal a esse respeito, quando o Tony Carreira veio tocar a Hamburgo e actuou numa sala vazia, mas em Portugal encheu o pavilhão Atlântico duas vezes. Ora há mais bimbo que ir ver um gajo que plagia outros em forma de bimbalhada?

Bimbos há em todo o lado, basta, se moras em Viseu, viajares 50Km em qualquer direcção. Basta passeares uma tarde no centro de Lisboa.

Não gosto da maneira deles pensarem, mas percebo-os. Eu sei que se for pai aqui, os meus filhos terão um bom Português pois tenho formação para os ensinar, pois não posso contar com o meu país, os Institutos Camões estão fechados, ou não há professores.

Em Lx tens o colégio Alemão, Inglês e Francês que são 3 das melhores escolas do país, tens os institutos Cervantes, Goethe, etc, etc.

Dou-te o exemplo de bimbos de Lisboa licenciados que vieram para aqui dar aulas de Português, numa escola CRIADA e PAGA pelos emigrantes, estes doutores são bimbos com os quais jantei e diziam frases como:

"Nota-se de uma forma notória"
"O que eu comi foi: uma imperial e meia dose a Ameijoa"

Ora, com bimbos a ensinar bimbos, quem é que aprende Português? E falar mal por falar, basta ir a 80% das universidades do país.

Atenção que não estou a defender os emigrantes, estou é a dizer que sofrem de um estereotipo que é Português e não emigrante.

João Pinto Costa disse...

Olá, peço desde já desculpa por vir aqui fazer algo horrível:publicidade ao meu blog para que TU o visites:

http://maildeumlouco.blogspot.com/

Acho que vais gostar.
p.s. Apaga ou não aceites este comentário mas vai lá dar uma vista de olhos.
A gerência agradece ;)

Frase do Dia

Talvez Deus queira que tu ao longo da vida conheças muitas pessoas falsas, para que quando encontres as verdadeiras, as saibas estimar e dar graças por elas

Partilhando sorrisos